• Nenhum item no carrinho

Alguma Poesia
Alguma Poesia

Alguma Poesia

Artista: Carlos Drummond de Andrade
Organização: Eucanaã Ferraz

Alguma poesia – O livro em seu tempo, lançado em comemoração aos 80 anos do lançamento do livro de estreia do poeta Carlos Drummond de Andrade – e organizado por Eucanaã Ferraz, traz um fac-símile do volume que pertenceu a Drummond, com anotações manuscritas de mudanças que o poeta incorporaria nas edições seguintes. Além disso, a publicação reúne cartas de amigos e críticos acusando o recebimento do livro, bem como uma rica amostra das resenhas e artigos publicados no calor da hora pelos jornais de 1930 e 1931.

Um texto de apresentação, assinado pelo organizador, traça o percurso de Drummond de 1924 até maio de 1930 e mostra que, desde as primeiras semanas em que começou a circular, Alguma poesia já se afirmava como peça central da poesia brasileira, objeto de polêmicas, elogios e também terríveis críticas. Para a edição feita pelo ims, foi imprescindível a colaboração dos netos de Drummond, Pedro Augusto e Luis Mauricio Graña Drummond, e da Fundação Casa de Rui Barbosa – especificamente do seu Arquivo Museu de Literatura Brasileira, onde estão depositados os recortes, fotos e cartas que ilustram a edição.

Páginas: 394
Formato: 18 x 24 cm
ISBN: 9788586707544
Idioma: Português

R$50,00
Adicionar à Lista de Desejos

Carlos Drummond de Andrade

Artista

Carlos Drummond de Andrade (Itabira, MG, 1902-Rio de Janeiro, 1987) foi poeta, contista e cronista. Estudou em Belo Horizonte, no Colégio Arnaldo, e em Nova Friburgo, no Colégio Anchieta, de jesuítas. Formado em farmácia, fundou, com Emílio Moura e outros companheiros, A Revista, para divulgar o modernismo no Brasil. Em 1925, casou-se com Dolores Dutra de Morais, com quem teve dois filhos, Carlos Flávio, que viveu apenas meia hora, (e a quem é dedicado o poema "O que viveu meia hora", presente em Poesia completa, Nova Aguilar, 2002), e Maria Julieta Drummond de Andrade. Publicou sua primeira obra poética, Alguma poesia, em 1930. Durante a maior parte da vida, Drummond foi funcionário público, embora tenha começado a escrever cedo e prosseguido até morrer, em 1987, no Rio de Janeiro, 12 dias após a morte de sua filha.

Eucanaã Ferraz

Organização

Eucanaã Ferraz (Rio de Janeiro, 1961) é poeta, professor de literatura brasileira na Universidade Federal do Rio de Janeiro e autor, entre diversos outros, de Desassombro, Sentimental (livro vencedor do prêmio Portugal Telecom em 2013) e Escuta.