• Nenhum item no carrinho

ZUM 14
ZUM 14 ZUM 14 ZUM 14 ZUM 14

ZUM 14

Autor: Anna Bella Geiger, Dana Lixenberg, Wolfgang Tillmans, Masahisa Fukase, Yann Gross, David Claerbout, Afonso Pimenta, Martin Gusinde, Aleksandr Ródtchenko
Organização: Thyago Nogueira
Projeto gráfico: Elisa von Randow, Julia Masagão
Texto: Laura Erber, Pieter Hugo, Wolfgang Tillmans, Simon Baker, Daigo Oliva, David Claerbout, Ana Paula Orlandi, Érika Zerwes, Christine Barthe

A revista ZUM #14 apresenta o arquivo do fotógrafo mineiro Afonso Pimenta, que nos anos 1980 produziu uma série de retratos dos moradores do Aglomerado da Serra, favela de Belo Horizonte. O fotógrafo, que viveu na comunidade, capturou o cotidiano de seus vizinhos, registrando desde as festas de aniversário e casamentos até a efervescência dos bailes blacks.

A presente edição traz também um texto do alemão Wolfgang Tillmans, que faz um balanço de sua carreira e discute a fotografia como um exercício de alteridade; um manifesto de Aleksandr Ródtchenko, Contra o retrato sintético, a favor da fotografia instantânea, publicado há 90 anos; imagens das performances fotográficas Brasil nativo/ Brasil alienígena e Histórias do Brasil realizadas por Anna Bella Geiger nos anos 1970; um texto do curador Simon Baker sobre a série Cenas privadas, do fotógrafo Masahisa Fukase, um dos grandes nomes da fotografia japonesa; uma entrevista com a fotógrafa holandesa Dana Lixenberg sobre sua famosa série Imperial Courts (1993-2015), em que retratou os moradores de um antigo conjunto habitacional de Los Angeles, EUA.

A ZUM #14 apresenta ainda o trabalho O livro da selva, do fotógrafo suíço Yann Gross, em que retrata a Amazônia do século 21, mostrando uma cultura ligada à floresta, mas também aos centros urbanos e ao universo das celebridades. O tema da representação indígena aparece também nas fotografias dos povos da Terra do Fogo, produzidas nos anos 1920 pelo missionário e antropólogo alemão Martin Gusinde.

O artista belga David Claerbout escreve sobre a fotografia e o surgimento da animação digital, que para ele revive o conservadorismo das ideologias puras, da percepção instantânea e da satisfação imediata. Ainda sobre a produção e o consumo de imagens, o historiador Viktor Chagas, coordenador do projeto #MUSEUdeMEMES, escreve sobre o papel político dos memes fotográficos e a necessidade de pesquisar o seu impacto na internet.

-Saiba mais: https://revistazum.com.br/revista-zum-14/conheca-zum-14/

Páginas: 184
Formato: 21x25 cm
Idioma: Português/Inglês
Coleção: ZUM
Lançamento: Abril/2018
Acabamento: Revista

R$57,50

Adicionar à Lista de Desejos

Aleksandr Ródtchenko

Autor

Aleksandr Ródtchenko (São Petersburgo, Rússia, 1891-Moscou, 1956) foi um dos grandes inovadores da arte de vanguarda do século XX. Aclamado internacionalmente como pintor, escultor e designer gráfico, Ródtchenko iniciou-se na fotografia na década de 1920. “Em 1924, a fotografia foi invadida por ele com o slogan ‘Nosso dever é experimentar’ firmado no centro de sua estética. O resultado dessa invasão foi uma mudança fundamental nas ideias sobre a natureza da fotografia e o papel do fotógrafo”, explica Olga Svíblova, diretora da Moscow House of Photography. Ródtchenko aliou a experimentação formal a preocupações documentais sobre a vida política e social da União Soviética em seu período inaugural, dos anos de Lênin até o regime repressor iniciado por Stálin (que o colocou no ostracismo nos seus últimos 20 anos de vida).

Thyago Nogueira

Organização

Thyago Nogueira é coordenador da área de Fotografia Contemporânea do Instituto Moreira Salles e editor da Revista ZUM.