• Nenhum item no carrinho

DVD Libertários e Chapeleiros
DVD Libertários e Chapeleiros

DVD Libertários e Chapeleiros

Diretor: Lauro Escorel, Adrian Cooper

Libertários

Com fotografias, recortes de jornais, músicas e filmes do começo do século 20, uma análise da influência do movimento anarquista na formação de uma consciência de classe entre os primeiros operários brasileiros, em São Paulo, e na realização das primeiras greves para reivindicar melhores condições de trabalho.

Direção: Lauro Escorel
Ano: 1976
Duração: 30 min.

Idioma: Português
Cor: Preto e Branco
Legenda: Sem legenda
Faixa Etária: Livre
País: Brasil

 

Chapeleiros

Uma observação atenta e demorada do cotidiano dos trabalhadores de uma fábrica de chapéus: o ritmo das máquinas a todo vapor, a breve pausa para o almoço, o gesto mecânico do trabalhador repetido um sem número de vezes, até o instante da saída dos operários da fábrica.

Direção: Adrian Cooper
Ano: 1983
Duração: 24 min.

Idioma: Português
Cor: Colorido
Legenda: Sem legenda
Faixa Etária: Livre
País: Brasil


SOBRE OS DOIS:

Formato da tela: 16x9

Informações Adicionais / Extras: Reminiscências de um projeto, de Lauro Escorel - Brasil, 2014 - 29 min.

Filmando Chapeleiros, de Lauro Escorel - Brasil, 2014 - 7 min

Livreto O mundo dos trabalhadores, com textos de Carlos Augusto Calil e Michael M. Hall, do Departamento de História da Universidade Estadual de Campinas

Lançamento: Novembro/2014

R$44,90

Adicionar à Lista de Desejos

Lauro Escorel

Diretor


"Libertários" é o terceiro filme dirigido por Lauro Escorel (EUA, 1950), na época, metade da década de 1970, já conhecido por seu trabalho como fotógrafo, cujos primeiros longa-metragens foram "São Bernardo", de Leon Hirszman (1971), e "Toda nudez será castigada", de Arnaldo Jabor (1973). No Chile, em 1973, dirigiu seu primeiro filme curto, "Primeiro de Maio". É diretor de, entre outros, "Libertários" (1976), "Arraes de volta" (1979) e "Sonho sem fim" (1985).



Como fotógrafo, tem uma carreira extensa, passando por filmes de Zelito Viana, Hector Babenco, Geraldo Sarno, Ana Carolina Soares, Eduardo Escorel e Carla Camurati. Além de assinar a direção de fotografia de seis filmes nos Estados Unidos entre 1992 e 1996.



Adrian Cooper

Diretor


Nascido na Inglaterra (Devon, 1945) e radicado no Brasil desde a metade da década de 1970, Adrian Cooper tem um extenso trabalho como diretor de fotografia. No Chile, fotografou documentários de Jose Barberena, Raúl Ruiz e Valeria Sarmiento. No Brasil, começou a atuar como diretor de fotografia em "1932/1982 - A herança das ideias", de João Batista de Andrade (1982), um ano antes de realizar "Chapeleiros". Assinou também a direção de arte em filmes como "A marvada carne", de André Klotzel (1985) e "Quincas Berro d'Água", de Sergio Machado (2010).