serrote 16

Esta edição da revista quadrimestral de ensaios do Instituto Moreira Salles traz um ensaio inédito de anotações visuais, que incluem desenho, escrita e colagem, de Antonio Dias, feito em Paris, durante a década de 1960, época em que o desejo do artista era “estar longe da ditadura”. A capa da revista, assinada por Ben Shahn, é um detalhe da tela Handball, de 1939. A imagem ilustra o conto “América! América!”, de Delmore Schwartz, autor que se tornaria uma das maiores influências para escritores tão diferentes quanto Robert Lowell, John Berryman, Saul Bellow e Lou Reed. Lou Reed, por sinal, assina o texto “Ó, Delmore”, publicado originalmente como prefácio para a mais recente edição de In Dreams Begin Responsibilities and Other Stories.

 

A serrote #16 traz também os ensaios “A imagem persistente”, em que Martin Scorsese afirma que a luz, a metáfora da criação e a ação recriada fazem da linguagem do cinema uma interrogação sobre quem e o que somos, e “A potência estética da nostalgia”, de André Antônio Barbosa, sobre a sensação de pertencimento a passados distantes como uma crítica radical aos valores contemporâneos. O texto, que foi o segundo colocado no 2º Prêmio de Ensaísmo serrote, é ilustrado com obras das séries Cavo um fóssil repleto de anzóis e Rolleiflex serpentina, do artista paranaense Odires Mlászho.

 

E mais:

 

Aloisio Magalhães, David Levine, Eadweard Muybridge, Ed Ruscha, Elizabeth Hardwick, Jacques Rancière, James Thurber, Jed Perl, Keith Houston, Lorenzo Mammì, Lygia Pape, Max Bense, Montaigne, Nelson Leirner, Oswaldo Goeldi e W.H. Auden
 
REVISTA SERROTE


Especificações

Formato: 24 x 18
Páginas: 240
Por: R$ 42,50 Comprar