Alguma Poesia

Alguma poesia – O livro em seu tempo, lançado em comemoração aos 80 anos do lançamento do livro de estreia do poeta Carlos Drummond de Andrade – e organizado por Eucanaã Ferraz, traz um fac-símile do volume que pertenceu a Drummond, com anotações manuscritas de mudanças que o poeta incorporaria nas edições seguintes. Além disso, a publicação reúne cartas de amigos e críticos acusando o recebimento do livro, bem como uma rica amostra das resenhas e artigos publicados no calor da hora pelos jornais de 1930 e 1931.

Um texto de apresentação, assinado pelo organizador, traça o percurso de Drummond de 1924 até maio de 1930 e mostra que, desde as primeiras semanas em que começou a circular, Alguma poesia já se afirmava como peça central da poesia brasileira, objeto de polêmicas, elogios e também terríveis críticas. Para a edição feita pelo ims, foi imprescindível a colaboração dos netos de Drummond, Pedro Augusto e Luis Mauricio Graña Drummond, e da Fundação Casa de Rui Barbosa – especificamente do seu Arquivo Museu de Literatura Brasileira, onde estão depositados os recortes, fotos e cartas que ilustram a edição.

Sobre os autores

Carlos Drummond de Andrade (Itabira, mg, 1902-Rio de Janeiro, 1987) foi poeta, contista e cronista. Estudou em Belo Horizonte, no Colégio Arnaldo, e em Nova Friburgo, no Colégio Anchieta, de jesuítas. Formado em farmácia, fundou, com Emílio Moura e outros companheiros, A Revista, para divulgar o modernismo no Brasil. Em 1925, casou-se com Dolores Dutra de Morais, com quem teve dois filhos, Carlos Flávio, que viveu apenas meia hora, (e a quem é dedicado o poema "O que viveu meia hora", presente em Poesia completa, Nova Aguilar, 2002), e Maria Julieta Drummond de Andrade. Publicou sua primeira obra poética, Alguma poesia, em 1930. Durante a maior parte da vida, Drummond foi funcionário público, embora tenha começado a escrever cedo e prosseguido até morrer, em 1987, no Rio de Janeiro, 12 dias após a morte de sua filha.

Eucanaã Ferraz (Rio de Janeiro, 1961) escreveu, entre outros, os livros de poemas Cinemateca (Companhia das Letras, 2008), Rua do mundo (Companhia das Letras, 2004), publicado em Portugal (Quasi, 2006), Desassombro (7Letras, 2002, prêmio Alphonsus de Guimaraens, da Fundação Biblioteca Nacional), publicado em Portugal (Quasi, 2001) e Martelo (7Letras, 1997). Edita, com André Vallias, a revista online Errática (www.erratica.com.br). É professor de literatura brasileira na faculdade de letras da Universidade Federal do Rio de Janeiro (ufrj) e consultor de literatura do Instituto Moreira Salles.




Carlos Drummond de Andrade


Nascido em Itabira (MG), Carlos Drummond de Andrade (1902-1987), foi um dos grandes poetas brasileiros. Parte de seu acervo está sob a guarda do IMS desde 2010. Fazem parte do acervo: cartas, desenhos, e publicações do próprio escritor.

Especificações

Formato: 24,9 X 18,8
Páginas: 189
Por: R$ 50,00 Indisponível
Avise-me quando disponível